18º Torneio Internacional de Jovens Físicos Suíça


"Alunos do Colégio Objetivo, concorrendo com 22 países, conquistam a 3ª colocação mundial."



Emanuelle Roberta da Silva,
Juliana Ogassavara, Objetivo Paulista,
e Diogo Rodrigues Bercito, Objetivo Alphaville, representaram o Brasil
na Suíça de 14 a 21 de julho


No Ano Internacional da Física, cinco estudantes brasileiros, três do Colégio Objetivo, constituíram uma das sete melhores equipes do International Young Physicists’ Tournament (IYPT), realizado em julho, na cidade de Winterthur, na Suíça.

O torneio, um evento científico de alto grau de complexidade, é dirigido a estudantes do Ensino Médio e tem como característica diferencial a competição por meio de equipes que debatem e resolvem problemas de Física observados no cotidiano. A equipe brasileira, concorrendo com outras 24 equipes de 22 países, conquistou a terceira colocação (equivalente a uma medalha de prata).

Em sua 18ª realização, a edição internacional do Torneio Jovens Físicos aconteceu de 14 a 21 de julho, na cidade de Winterthur, onde está localizado o maior Centro de Divulgação de Ciências da Suíça, mesmo local onde lecionou o grande físico Albert Einstein. Emanuelle, Juliana e Diogo, entre outros dois estudantes brasileiros, superaram times tradicionais já adaptados à participação no torneio, resolvendo problemas sobre Mecânica, Eletromagnetismo, Termodinâmica e Mecânica Quântica.

“Esta é nossa segunda participação e foi um excelente resultado. Além de ultrapassarmos a Eslováquia e a Coréia, que já ganharam medalhas de ouro em torneios anteriores, ficamos praticamente empatados com a Bulgária e a Nova Zelândia, que participam há vários anos”, disse o professor Ozimar Pereira, coordenador da equipe brasileira.

Ronaldo Fogo, professor do Objetivo e líder do time brasileiro, contou satisfeito que há vários méritos a serem considerados: “A competição abrangeu uma parte teórica e uma experimental, e avaliou também a desenvoltura dos participantes nos Physics Fights. Há que se destacar que este é um dos eventos mais completos em termos educacionais, pois exige um excelente conhecimento de Física, grande poder de oratória, raciocínio rápido no momento do combate oral e bom domínio do Inglês. O aluno precisa ser competente em várias áreas simultaneamente”, concluiu o professor.

Fotos Relacionadas